Total de visualizações de página

sábado, 3 de março de 2012

Cansei de não gostar de mimDaqui pra frente não vai ser mais assimSerei o meu melhor amigoInimigos como eu não precisoEntão vêm, eu te convidoQuer dividir comigo o paraíso?O inferno é meu velho conhecidoTe mostro meu esconderijo Desculpas já não peço maisFui ao inferno procurando pazNão vou desperdiçar alegriaAmor, não precisa de filosofiaCada ruga em mim te mereceNão confunda os desejos, agradeceE os presentes que eu te deiSão espinhos que em carinho transformeiDesculpas já não peço maisFui ao inferno procurando paz...O que feriu a minha pele me ajudou a entender que a dor de quem se esquece é cruel como nem o inferno pode ser.Desculpas já não peço mais... 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário